Estudantes da Oficina ReMendel estudam genética recriando o clássico experimento que deu origem à Genética Mendeliana

Os estudantes da Oficina ReMendel estão estudando saberes relacionados à Genética de uma maneira ousada: eles estão recriando o clássico experimento desenvolvido por Gregor Mendel, considerado o Pai da Genética. Nos idos de 1856, o monge começou a estudar ervilhas-de-cheiro (Pisum sativum) com a intenção de investigar como se dava a transmissão das características destas plantas, como cor e rugosidade da semente. A partir das suas conclusões, Mendel revolucionou a ciência, pois conseguiu uma explicação para os padrões de herança de características que se aplica a praticamente todas as espécies de reprodução sexuada. Os participantes da oficina, portanto, reproduzem este experimento a fim de entender como o monge chegou a tais conclusões. A professora Nádia Sabchuk, que coordena a oficina, salienta “os trabalhos práticos são fundamentais para a aprendizagem, pois o aluno pode entender toda a metodologia científica por trás das grandes teorias que explicam a realidade. Além disso, o estudante vê mais sentido e significado na sua aprendizagem, pois consegue correlacionar com aspectos do seu dia-a-dia”.