Docente do Projeto Esfinge tem trabalho aceito em evento no Uruguai

A docente Rosa Amélia Barbosa submeteu trabalho sobre as práticas pedagógicas relacionadas à Arte para o evento I Seminario Internacional de Investigación en Arte y Cultura Visual, será realizado na cidade de Montevideo (Uruguai), de 23 a 25 de outubro. O trabalho submetido e agora aceito versa sobre um projeto que contemplou e permitiu a participação de muitos estudantes, uma vez que a pedagogia por projetos viabiliza a interação, a sociabilidade e a produção do conhecimento e aprendizagem, e não apenas o ensino da Arte de demais saberes. O Projeto foi criado com a intenção de levar o indivíduo a compreender a diversidade humana e a criar visões do mundo, explorando suas capacidades artísticas e suas habilidades corpóreas, manuais e táteis, além de compartilhar diversos saberes entre os estudantes, servidores e a comunidade acadêmica do IFPR Campus Avançado Astorga, além de, pela extensão, compartilhar experiências artísticas com a população de Astorga e região. As instalações objetivam despertar sensações, percepções e proporcionar a fruição estética através da arte. O protótipo, idealizado pelas estudantes vinculadas ao projeto foi construído com colaborações mútuas. De acordo com a Professora Rosa Amélia Barbosa, “a partir desse trabalho, num processo de resgaste de materialidade e possibilidades interativas, arrecadamos uma antiga cabine telefônica e a transformamos num objeto artístico. Para tal, usamos técnica mista (pinturas e colagens). Nosso propósito é que o espectador tenha a oportunidade de experienciar sensações diferentes através da música, poesia, e apreciação visual. A nossa Instalação artística pretende despertar para a fruição e a reflexão do sujeito”, encerra. Mais informações sobre o evento podem ser consultadas em: http://seminarioculturavisual.enba.edu.uy/index.html